loading...
Sponser

Influenza A – subtipo H1N1 é tema de palestra no café da manhã com professoras (es) aposentadas (os)

Influenza A – subtipo H1N1 é tema de palestra no café da manhã com professoras (es) aposentadas (os)

Professoras (es) aposentadas (os) participaram, na quarta-feira (15), de palestra sobre a Influenza A H1N1 – causas, sintomas e tratamentos – ministrada pela Profa. Terezinha do Menino Jesus Silva Leitão, do Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da UFC (Doenças Infecciosas). O evento aconteceu no auditório do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (Adufc-Sindicato) como parte da programação do tradicional Café da manhã com aposentados. 

A diretora de Assuntos de Aposentados, professora Fátima Araripe, abriu o evento agradecendo a participação de todos e destacando a importância do tema da palestra para as professoras e professores, visto que a eles são prioridade na campanha de vacinação contra a Gripe. 

Na ocasião também foi comunicado sobre o passeio com os aposentados à Praia de Flecheiras, durante o final de semana de 06 a 08 de julho. (Mais informações sobre o passeio entrar em contato pelo 3066.1818)

Influenza A 

A Gripe H1N1, assim como a gripe comum, pode ser transmitida através do contato de objetos contaminados, gotículas respiratórias no ar e contato com a saliva de alguém que esteja com o vírus.

Ao contrário do que muitos pensam, não há risco algum de se contaminar com a doença através da carne de porco, pois de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), o vírus é transmitido apenas de pessoas para pessoas.

Diferença H1N1 e H3N2

O H3N2 e o H1N1 são subtipos do vírus da Influenza A, sendo os mais prevalentes em casos da doença. Em anos anteriores, quando se teve relatos de surtos da gripe, a causa era significativamente provocada pelo subtipo H1N1.

Recentemente mudou e o número de casos da doença se, o quadro tornou muito maior pelo subtipo de H3N2. Contudo, apesar das inúmeras variações que esses vírus podem sofrer, ambos são capazes de causar grandes epidemias e mortes.

Sendo assim, a única diferença é a de que pertencem a cepas distintas, isto é, vírus de diferentes estirpes que descendem de um mesmo tipo, no qual compartilham de semelhanças morfológicas ou fisiológicas. (Informações da página minuto saudável) 

Campanha de vacinação no Ceará 

A Secretaria da Saúde do Ceará conclui, no dia 19 de abril, a distribuição da primeira remessa da vacina. A campanha de vacinação envolve em todo o Ceará 30 mil profissionais em 2.388 postos fixos, 1.100 postos volantes, 1.100 veículos terrestres. 

Quem deve ser vacinado como prioridade?

Idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.

A campanha para as prioridades acontece até o dia 1 de junho, após a data todos podem tomar a vacina sem restrições. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *