loading...
Sponser

9 DE ABRIL – ADUFC participa de ato na Praça Portugal no Dia Nacional de Mobilização Bolsonaro Nunca Mais

Professoras e professores da ADUFC-Sindicato participam no sábado (9/4) do Dia Nacional de Mobilização Bolsonaro Nunca Mais, que protesta contra a fome e o desemprego crescentes no país, além do aumento dos combustíveis e do gás. Em Fortaleza, os manifestantes concentram-se na Praça Portugal, às 15h, e seguem em passeata até a Praia de Iracema. A agenda é organizada coletivamente pela Frente Brasil Popular Ceará, Frente Povo sem Medo e Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas. 

A Campanha Nacional Fora Bolsonaro já realizou uma série de atos, articulados em todo o Brasil, contra o atual governo federal, que executa um projeto de morte e de encolhimento do Estado e das políticas sociais, levando ao aumento expressivo das desigualdades sociais no Brasil. Também foi autorizado recentemente pelo presidente da República o aumento de 11% em mais de 13 mil tipos de medicamentos, impactando a saúde da população. Os atos, que nesta edição trazem o mote “Bolsonaro Nunca Mais”, se espalharão por dezenas de cidades de todo o país. 

“No cenário econômico caótico provocado pelo governo Bolsonaro é extremamente importante que estejamos nas ruas mostrando a nossa indignação e defendendo a democracia, que precisa ser restabelecida nas urnas em outubro deste ano”, reforça o Prof. Bruno Rocha, presidente da ADUFC-Sindicato. A entidade compõe o Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades, que está na organização do ato.

A manifestação do próximo sábado (9) ocorre em um contexto de agravamento das desigualdades sociais, o que exige a continuidade da luta por medidas emergenciais e soluções estruturais para enfrentar a fome, o desemprego e a carestia. “Considerando a piora significativa das condições de vida do povo brasileiro e todas as consequências sociais que se desdobram disso, queremos manter nosso povo mobilizado por dias melhores e, por isso, a mobilização adota o mote Bolsonaro Nunca Mais”, destaca Nericilda Rocha, integrante da Frente Povo Sem Medo.

Escândalos de corrupção ampliam desgaste do governo federal 

Os protestos também repudiam os últimos escândalos de corrupção do governo Bolsonaro, que levaram à queda do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, pego em gravações dizendo repassar verbas da Pasta para municípios indicados por dois pastores a pedido de Bolsonaro. Enquanto o governo negocia recursos públicos favorecendo pastores evangélicos, dobrou no Brasil o número de pessoas em situação de insegurança alimentar grave nos últimos dois anos, chegando a quase 20 milhões de brasileiros e brasileiras. Hoje, mais da metade da população está nessa condição, em níveis leves, moderados ou graves.

“Esse ato é uma continuidade do processo de luta contra esse governo da barbárie. Estamos vendo diversas denúncias de corrupção como o caso do ministro da Educação, também vimos o veto à Lei Paulo Gustavo. Exigimos mudanças imediatas e nos manteremos firmes nas ruas até a derrubada desse governo”, ressalta a mestranda em Sociologia Mariana Lacerda, integrante da Marcha Mundial das Mulheres e da Frente Brasil Popular.

A ADUFC tem participado ativamente da agenda Fora Bolsonaro, com adesão a todos os atos que cobram o fim deste governo federal e medidas urgentes para combater a fome, o desemprego e a carestia. Essas manifestações ganharam fôlego no início do ano passado na luta por vacina para todas e todos e em defesa da ciência. Também foi aprovada no 40º Congresso do ANDES-SN, do qual a ADUFC participou entre os dias 27 de março e 1º de abril, a adesão do Sindicato Nacional e de seus representantes nos estados ao Dia Nacional de Mobilização Bolsonaro Nunca Mais. 

Serviço:

DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO BOLSONARO NUNCA MAIS
Quando: 9 de abril de 2022 (sábado), às 15h
Onde: concentração na Praça Portugal rumo à Praia de Iracema