loading...
Sponser

PEC 32, NÃO! – Servidores se reúnem com Liderança da Minoria e ampliam diálogo com deputados; ADUFC compõe agendas

Representantes da ADUFC-Sindicato estiveram em reunião com a Liderança da Minoria da Câmara Federal na última quarta-feira (20/10) (Foto: Bruno Rocha/ADUFC-Sindicato)

Um dos pilares da mobilização nacional de servidoras e servidores públicos contra a PEC 32, que já perdura por seis semanas em Brasília, é o diálogo com parlamentares. Isso envolve tanto a articulação junto a deputados/as federais que já se declararam contrários à proposta – e que estão colaborando com o movimento dos servidores/as públicos/as – como o corpo a corpo com aqueles/as ainda indecisos ou que são favoráveis à reforma administrativa que o governo Bolsonaro tenta aprovar na Câmara Federal.

Na última quarta-feira (20/10), representantes de diferentes entidades sindicais, incluindo ADUFC e ANDES-SN, se reuniram com a Liderança da Minoria da Câmara Federal. O encontro ocorreu no Anexo II da Casa e contou com a presença de deputados/as e servidores/as públicos/as. Parlamentares fizeram uma atualização da tramitação da PEC e confirmaram as dificuldades que o presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (PP-AL), está enfrentando para conseguir os 308 votos necessários para aprovar a proposta, até mesmo na base governista.

“Nós vamos vencer a PEC 32, não há votos suficientes para que ela seja colocada no plenário (…). Continuamos mobilizados e vamos manter a mobilização o quanto pudermos”, reforça o Prof. Bruno Rocha, presidente da ADUFC-Sindicato, que participou da reunião ao lado de outros docentes da entidade: o Prof. André Ferreira, diretor de Relações Intersindicais, e a Profª. Adriana Barroso Botelho, da Universidade Federal do Cariri (UFCA).

Entre as ações de mobilização realizadas, foi compartilhado na reunião que a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público enviou material aos/às parlamentares (carta e panfletos) com pontos contrários à reforma administrativa. A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), que compõe a Frente, também já protocolou um pedido para homenagear, no plenário da Câmara Federal, os/as servidores/as públicos/as no próximo dia 28/10, quando se celebra o dia desses/as trabalhadores/as. O momento também foi estratégico para a reafirmação do compromisso contra a destruição do estado brasileiro.

Durante a reunião, a 2ª vice-presidenta do ANDES-SN, Profª. Zuleide Queiroz, relatou as dificuldades vivenciadas na universidade diante de um governo federal que despreza a vida, a ciência e a educação. “Não aguentamos mais ver a classe trabalhadora comendo e catando ossos, não aguentamos mais ver os nossos alunos universitários deixando de estar presentes na universidade ou nas aulas porque não têm computador, não têm internet. Não aguentamos mais ver esse presidente intervir na autonomia das universidades, colocando reitor biônico, interventor. Não aguentamos mais o corte de verbas”, disse a docente da Universidade Regional do Cariri (URCA).

Foi mencionado no encontro que a PEC não deve ser votada na próxima semana em razão do Dia do Servidor Público. Entretanto, deputados e deputadas reforçaram a necessidade de manutenção da mobilização em Brasília, nos estados e na internet. Outro ponto destacado foi a unidade e a potência da luta dos servidores públicos contra a PEC 32. Essa mobilização, apontam deputados, tem sido pauta nos corredores da Câmara Federal, principalmente os atos que têm ocorrido no Aeroporto Internacional de Brasília. O deputado federal José Guimarães (PT-CE), vice-líder da Minoria, sugeriu que os parlamentares contrários à PEC se mobilizem na próxima semana para fazer pronunciamentos sobre o tema no plenário.

Entre os presentes, além da ADUFC e do ANDES-SN, estavam representados Central Única dos Trabalhadores (CUT); Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Intersindical, CSP/Conlutas, Pública Sindical, Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe); Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal); Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe), Sindicato dos Servidores de Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública (Asfoc-SN), Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), categorias da segurança pública, dentre outros.

Em relação ao diálogo com parlamentares nos estados, o Fórum Permanente em Defesa do Serviço Público – Ceará também tem realizado importante articulação. Na última semana, integrantes do coletivo se reuniram com alguns deputados federais cearenses, entre os quais Célio Studart (PV) e Vaidon Oliveira (PROS). A ADUFC-Sindicato também participou dessas agendas, que ocorreram nos gabinetes dos parlamentares em Brasília. Dos 22 deputados federais do Ceará, apenas dois são favoráveis à PEC 32 – Dr. Jaziel (PL) e Heitor Freire (PSL) – e dois indecisos, AJ Albuquerque (PP) e Aníbal Gomes (DEM). Os demais garantiram votar contra a PEC ou faltar a votação. 

Assista ao vídeo do encerramento da reunião com a Liderança da Minoria: