loading...
Sponser

PÓS-GRADUAÇÃO UFC – Pró-Reitoria adia prazo de defesas por sete meses após mobilização de estudantes com apoio dos colegiados dos programas

(Foto: Daniel Aragão/Diário do Nordeste)

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) prorrogou por sete meses o prazo para defesa de dissertações e teses na Universidade Federal do Ceará. A decisão consta em ofício assinado na última quarta-feira (14/7) e atende a uma demanda coletiva de estudantes de pós-graduação da UFC, que se mobilizaram para ampliar o prazo de entrega dos trabalhos, considerando o contexto de pandemia de Covid-19, que ocasionou diversas interrupções e impasses no andamento das pesquisas realizadas.

No último dia 9 de julho, representantes da Associação de Pós-Graduandos da UFC (APG) se reuniram com a direção da PRPPG e os coordenadores dos programas de pós-graduação para apresentar o pedido de adiamento do prazo das defesas. O pedido resultou de uma mobilização que incluiu abaixo-assinado com mais de mil assinaturas de estudantes matriculados em mais de 50 programas de pós-graduação da UFC. Também foi formado um grupo de trabalho (GT), aprovado pelo Conselho de Representantes da APG, para acompanhar o caso e dialogar com a Pró-Reitoria.

Os estudantes pediam o adiamento de 12 meses do prazo. Em maio de 2020, a PRPPG, atendendo portaria da CAPES, já havia garantido cinco meses de prorrogação na entrega de dissertações e teses em razão da pandemia. No entanto, o prazo deixou de fora estudantes que ingressaram após o semestre de 2020.1. Na reunião com a PRPPG, parte dos coordenadores dos programas sugeriu postergar o limite para sete meses. A Pró-Reitoria submeteu, então, as propostas às coordenações dos programas de pós-graduação da UFC por votação via e-mail, e a maioria acatou o adiamento do prazo em sete meses.

Apesar de parcial, a decisão é considerada uma vitória resultante de luta coletiva estudantil em um contexto pandêmico que interferiu diretamente no andamento das pesquisas na universidade. É o que explica Gabrielle Feitosa, integrante da APG, lembrando que a prorrogação não amplia o período de vigência das bolsas estudantis. “O estudante precisa de auxílio para se manter, então não quer ficar na universidade por tanto tempo. Os pesquisadores estão interessados em terminar suas pesquisas, mas o momento está nos afetando de uma forma que inviabilizou que seguíssemos o prazo da pós-graduação. É uma vitória resultado de uma luta coletiva”, reforça.

Partiu de estudantes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil: Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental e Geotecnia (POSDEHA) a iniciativa de pleitear o adiamento do prazo. Em contato com a APG, uniram-se a pós-graduandos de outros cursos e ampliaram a mobilização. “Isso vai permitir que os alunos concluam seus cursos, evitando desistências. Muitos de nós não pudemos ir a campo, aos locais de coleta de dados, de pesquisa de documentos, porque tudo estava fechado em razão da pandemia e/ou repetidos lockdowns que foram decretados no estado e em Fortaleza”, aponta Amanda Vieira, estudante do POSDEHA/UFC.

A pós-graduanda ressalta que, além das interrupções ocasionadas por decretos governamentais de restrição de circulação, o atual contexto impactou psicologicamente tanto estudantes como docentes. “O novo prazo permitirá que os alunos tenham tempo hábil para se recuperar psicologicamente em razão de adoecimento ou perda de familiares. Não se consegue produzir ciência ou escrever nossos trabalhos estando sob tamanho estresse emocional e físico. Tanto alunos quanto professores estavam ou estão sujeitos a isso”, relata.

Gabrielle Feitosa aponta que a oportunidade também possibilitou que representantes da APG, criada há um ano, apresentassem a associação aos coordenadores de programas de pós-graduação, além de exporem outras reivindicações estudantis à administração superior. “Pudemos nos apresentar enquanto associação e colocar outras pautas, como a alimentação de estudantes que estão frequentando a universidade e não têm acesso ao Restaurante Universitário”, acrescenta.

A prorrogação das datas para defesas de dissertações e teses contempla todos os estudantes ativos da pós-graduação da UFC. Nos próximos dias, o alargamento do prazo será incluído nos históricos escolares dos pós-graduandos.