loading...
Sponser

BIÊNIO 2021-2023 – Em Planejamento Participativo da ADUFC, docentes se reúnem em grupos de trabalho e propõem atividades para os próximos meses

A Diretoria da ADUFC-Sindicato promoveu, no último sábado (26/6), a primeira etapa do Planejamento Participativo para o biênio 2021-2023. O evento, que ocorreu no formato virtual em razão da pandemia de Covid-19, foi aberto a todos/as os/as sindicalizados/as e colocou em pauta os desafios e estratégias para defender a universidade e a democracia no contexto atual do país. Na ocasião, ocorreram reuniões dos Grupos de Trabalho (GTs) do sindicato, que encaminharam propostas de atuação para os próximos meses.

Há nove GTs criados na gestão anterior e que devem ser mantidos neste biênio: Comunicação e Cultura; Política Educacional; Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente; Ação Sindical; Seguridade Social; Trabalho, Políticas Urbana, Agrária e Ambiental; Políticas de Classe e Étnico-Raciais; Políticas de Gênero e Diversidade Sexual; e Saúde na Universidade. Os grupos continuam abertos a novos integrantes.

Entre as ações propostas debatidas no Planejamento Participativo, estão a intensificação das atividades dos grupos de trabalho, com maior divulgação e aproximação com a comunidade universitária e a sociedade geral; a expansão do diálogo com outras universidades e pesquisadores/as; homenagens a professores/as das universidades federais cearenses que tiveram vidas ceifadas pela Covid-19; e a realização de eventos para aprofundar os debates acerca da atual conjuntura nacional.

Outros temas permearam as discussões como a participação da ADUFC no Fórum Permanente em Defesa do Serviço Público – Ceará nas ações contra a Reforma Administrativa (PEC 32/2020) e também na reestruturação do núcleo da Auditoria Cidadã da Dívida (ACD) no Ceará. Também foram debatidas as condições de retorno presencial às escolas e universidades e a urgência de alavancar os movimentos de rua contra o governo Bolsonaro e suas ações em relação à pandemia e contra o serviço público.

No Grupo de Trabalho de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, o Prof. Bruno Rocha, presidente da ADUFC, apresentou as principais linhas de ação do referido GT do ANDES-Sindicato Nacional. Estão entre elas a implantação e/ou fortalecimento dos grupos locais; organização de eventos unificados entre docentes, técnico-administrativos e estudantes; campanhas nas mídias sociais e imprensa para dar visibilidade aos avanços da Ciência e Tecnologia como fruto do investimento público na área; e a ampliação da articulação com os demais centros de pesquisa nacional e estaduais na defesa da estrutura pública e do financiamento público para a produção de C&T.

Docentes do GT unificado de Políticas de Classe, Étnico-Raciais, Gênero e Diversidade Sexual apresentaram propostas decampanha contra a violência de gênero e outra de cotas para a pós-graduação relacionada à campanha por cotas em concursos para professores/as, com medidas concretas contra fraudes. Propuseram, ainda, ações de cuidado do corpo e da saúde mental e campanha para ampliação do quadro de intérpretes e de professores de Libras.

O planejamento também focou esforços na reconfiguração do grupo de trabalho de Ação Sindical, considerando necessidades percebidas atualmente na atuação sindical e buscando contemplar os GTs do ANDES, como o “GTHMD – História do Movimento Docente” e “GTPFS – Política e Formação Sindical”. Essa mudança de escopo será discutida na próxima reunião do Conselho de Representantes da ADUFC. Foram sugeridas três linhas de formação a serem implementadas no grupo: formação política mais geral envolvendo todas as áreas do conhecimento da universidade; história e memória do sindicalismo docente; e universidade pública e cultura universitária.

Sobre Trabalho, Políticas Urbana, Agrária e Ambiental, filiados/as da ADUFC sugeriram a organização de um seminário estadual juntamente com os movimentos sociais sobre as questões territoriais inerentes ao contexto agrário, ambiental e urbano. Também foram citados a contribuição do GT para a democracia na universidade, ações desenvolvidas no contexto da pandemia e no retorno híbrido e a necessidade de um maior envolvimento de professores na luta através da organização de eventos.

O Planejamento Participativo foi um primeiro momento para ouvir a base de filiados/as da ADUFC e planejar os próximos meses de atividades, respeitando as deliberações coletivas e ampliando discussões acerca da luta sindical. A Diretoria da ADUFC dará continuidade a esse processo, detalhando e encaminhando as ações, em conjunto com os grupos e por meio de espaços deliberativos.