loading...
Sponser

NOTA DE PESAR – Vítima da Covid-19, morre Prof. Gilmar de Carvalho, 71, nome de referência na pesquisa de cultura popular brasileira

(Foto: Ares Soares/Unifor)

A ADUFC-Sindicato lamenta, profundamente, a partida do Prof. Francisco Gilmar Cavalcante de Carvalho, 71, jornalista, publicitário, pesquisador e um dos principais estudiosos da cultura popular brasileira. Ele era professor aposentado dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Ceará (UFC), onde empreendeu importantes pesquisas, cultivou grandes amizades e mobilizou afetos pela dedicação com que estudou, amou e respeitou o sertão nordestino e suas complexidades. No fim da noite deste sábado (17/4), um dos maiores nomes nacionais na pesquisa de tradições populares nordestinas juntou-se aos “encantados” que tanto defendeu e abraçou.

Gilmar de Carvalho é um dos mais de 370 mil brasileiros que perderam a luta para a Covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, em Fortaleza, desde o último dia 20 de março e, quase um mês após sua internação, não resistiu. 

Neste ano, lançaria o livro “Poéticas da voz – Aboios, benditos, cantoria, cordel, emboladas, loas, saraus, torém, trovas”. O pesquisador chegou a doar arquivos de sua biblioteca pessoal para o Acervo do Escritor Cearense (AEC), onde são guardadas memórias de personagens relevantes para a história e cultura do estado.

Em 2019, Gilmar recusou o título de Doutor Honoris Causa – aprovado pela UFC – em uma manifestação contra o interventor Cândido Albuquerque, nomeado ilegitimamente naquele ano como reitor por Jair Bolsonaro.

Autor de mais de 50 livros, o cearense de Sobral também chegou a se graduar em Direito, mas era nos mergulhos pelas raízes profundas do sertão nordestino – cujas tradições populares dominava como poucos – que ele se reconhecia e era reconhecido. 

De postura firme e combativa, o Prof. Gilmar de Carvalho, também defensor aguerrido das liberdades e da educação pública e de qualidade, parte deixando uma lacuna em múltiplas frentes. Neste momento de grande dor que atravessamos, a ADUFC presta solidariedade a Francisco, companheiro de vida de Gilmar de Carvalho, e a todos os familiares, colegas, amigos e alunos do docente, que figurava no quadro de filiados deste sindicato.