loading...
Sponser

DECISÃO UNÂNIME – Consuni da UFCA anuncia suspensão de calendário universitário por tempo indeterminado

Após reunião por videoconferência, realizada hoje (23/3), o Conselho Universitário da Universidade Federal do Cariri (Consuni/UFCA) decidiu, por unanimidade, suspender por tempo indeterminado o calendário de 2020 dos cursos de graduação e de pós-graduação da instituição. A ADUFC apoia a decisão da UFCA e entende que resolução semelhante deveria ter sido tomada pelas outras duas universidades federais do Ceará (UFC e Unilab) – ao contrário do que foi feito, e que já está comprometendo a viabilidade e a qualidade do ensino nestas instituições.

Foto: Alana Soares/Divulgação

A reunião extraordinária teve pauta única, que resolveu revogar a Portaria Nº 91, assinada pelo reitor da Universidade, Ricardo Ness, e que já havia suspendido as atividades administrativas e acadêmicas desde o último dia 16 de março até o próximo dia 31. Desta vez, resolveu-se que a suspensão segue por tempo indeterminado – as decisões tomadas pelo Consuni estão reunidas na Resolução nº 10, também publicada hoje. Salários de funcionários terceirizados e bolsas de estudo também permanecem, segundo o Conselho.

As medidas foram tomadas diante da necessidade de distanciamento social para conter a escalada epidemiológica do coronavírus, que já vem sendo transmitido no Brasil de forma comunitária. De acordo com o mais recente boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), divulgado hoje (23/3), 164 casos já foram confirmados no Ceará. Em consonância com as autoridades sanitárias e assim que o contexto epidemiológico se mostrar favorável, o Comitê Interno de Enfrentamento ao Covid-19 (Cieco-19/UFCA) acionará novamente o Consuni, quando será marcada outra reunião para decidir sobre o retorno às atividades acadêmicas.

Viabilidade e qualidade do ensino em questão

A suspensão das atividades acadêmicas na UFCA por tempo indeterminado está respaldada em diversas considerações feitas pelo Consuni. Entre elas, o fato de as disciplinas do primeiro semestre dos cursos de graduação não se encontrarem aptas ao alcance das metodologias em Ensino a Distância (Ead), já que falta completar a matrícula dos novos estudantes para compor as turmas, e em vista de que a maioria dos calouros (mais de 50% dos alunos) ainda não frequentou seu primeiro dia de aula. Também foi levada em conta a existência de um coletivo estudantil com deficiências auditivas e visuais naquela comunidade, cujo tratamento didático pedagógico não pode dispensar o apoio presencial, de forma abrupta.

As condições de acesso à internet fora dos perímetros urbanos na região do Cariri não facilitam a execução de atividades a distância para um processo de ensino-aprendizagem de forma efetiva. Foi o que também argumentou o Consuni, acrescentando, também na Resolução nº 10, que o bom funcionamento do EaD necessita de uma “estrutura mínima de suporte técnico e tecnológico, com apoio de um polo presencial e capacitação docente adequada, contexto que não se obtém de improviso e no auge da adversidade social de ordem mundial que estamos presenciando”.

UFC, Unilab e posição da ADUFC

Diante da falta do posicionamento rápido da Administração Superior da UFC e que a situação de emergência demanda, e cientes da responsabilidade de proteger estudantes e servidores (docentes e técnico-administrativos), as Diretorias de Centro fizeram consultas à comunidade acadêmica e realizaram reuniões dos Conselhos das Unidades desde a última segunda-feira (16/3). Em sua ampla maioria, eles deliberaram pela suspensão e não substituição das aulas presenciais por aulas de Educação a Distância ou atividades remotas.

Pressionada a se posicionar, a Reitoria da UFC adotou medida que atropelou todo o processo de debate em andamento: tornou obrigatórias atividades remotas, o que foi fortemente confrontado pelos/as diretores/as e pela comunidade universitária. O mesmo posicionamento foi tomado pela Reitoria da Unilab, que deliberou pela substituição das aulas presenciais por atividades remotas. Na avaliação da ADUFC, as decisões das administrações superiores das duas universidades, ambas feitas de forma unilateral e antidemocrática, é uma forma de manter o calendário sem qualquer preocupação com a viabilidade e a qualidade do ensino, criando uma aparência de normalidade que não existe.

(*) Mais informações sobre as decisões tomadas hoje (23/3) na reunião do Consuni da UFCA podem ser lidas no site da própria Universidade, CLICANDO AQUI.

(**) CLIQUE AQUI para ler Nota da ADUFC – Contra a substituição de aulas presenciais por atividades remotas na UFC e na Unilab, publicada no dia 20 de março de 2020.