loading...
Sponser

#MinistrodaDesinformação: Nota de repúdio ao discurso de ódio de Weintraub e em defesa das Universidades Públicas

A Diretoria da ADUFC repudia veementemente o discurso de ódio do Ministro da Educação de Bolsonaro, Abraham Weintraub, contra as universidades públicas federais. Em recente entrevista, Weintraub demonstrou mais uma vez sua intenção de desqualificar, criminalizar e destruir a imagem dessas instituições públicas, que possuem o respeito e a confiança da sociedade brasileira.

Mais preocupante ainda é que o ataque à imagem das universidades faz parte de um projeto mais amplo de destruição dessas instituições, materializado na redução drástica de seus orçamentos, nos cortes sumários de bolsas de estudos, no desmonte das agências de fomento à pesquisa e na armadilha da financeirização trazida pelo Future-se.

O ministro também atenta deliberamente contra a Constituição ao usar de calúnia para desinformar a sociedade sobre o sentido da autonomia universitária e, com base em distorções, atacar um mandamento constitucional. Ao fazer isso, ele comete um crime de responsabilidade e demonstra concretamente a necessidade da autonomia universitária, dispositivo que impõe limites a governantes autoritários e protege a instituição diante de governos hostis à educação pública e à democracia.

As tentativas de descartar a autonomia universitária ficam claras também na nomeação de interventores para a reitoria das universidades públicas. Esses interventores são escolhidos para minar a democracia universitária, implantar por dentro os projetos de desmonte da educação pública e da ciência e, assim, cumprir a agenda do governo Bolsonaro de fragilização da soberania nacional.

O governo Bolsonaro utiliza de seu executivo para dar continuidade à campanha eleitoral, espalhando desinformação e ódio contra as universidades. Os ataques desse governo a várias áreas do conhecimento, de maneira leviana e indiscriminada, são demonstrações de sua aversão ao conhecimento e, portanto, de qualquer perspectiva de construção de uma sociedade moderna e justa.  

Gostaríamos de compartilhar com a categoria docente e a sociedade em geral nossa extrema preocupação com o nível de rebaixamento do debate público no Brasil e com a hostilidade dos agentes governamentais federais em relação às instituições públicas, especialmente às da Educação. A Diretoria da ADUFC se compromete com a defesa da universidade pública e de sua autonomia e convida os/as docentes a se engajarem nessa luta que é cada vez mais urgente. 

Para ler a nota da ANDIFES, clique aqui.

Para ler a nota do ANDES-Sn, clique aqui.