loading...
Sponser

Assembleia Geral Ordinária homologa Conselho Fiscal e aprova calendário de debates sobre organização sindical

Homologação do Conselho Fiscal eleito pelo Conselho de Representantes, apreciação do relatório de atividades semestral da Diretoria e discussão da conjuntura e da organização sindical nacional foram os principais encaminhamentos aprovados durante Assembleia Geral Ordinária dos professores das Universidades Federais do Ceará, convocada pela ADUFC e realizada na manhã desta terça-feira (19/11). Informes sobre reuniões dos Grupos de Trabalho (GTs) e reuniões do setor das IFES também pautaram o encontro de ontem, que ocorreu no Auditório do Centro de Tecnologia, no campus do Pici.

Para o biênio 2019-2021, o Conselho Fiscal aprovado está composto pelos seguintes titulares: Nirla Rodrigues Romero, Júlio Barros, Daniele Sousa, André Coelho e Vicente Crisóstomo, e que apreciará as contas da ADUFC no referido biênio. De acordo com calendário de análise das contas aprovado no Conselho de Representantes, o Conselho Fiscal se reunirá entre janeiro e fevereiro para apreciar as contas referentes aos meses de junho a novembro/2019 e emitir parecer. Os documentos contábeis do período e o parecer do Conselho Fiscal serão submetidos à Assembleia Geral para prestação de contas marcada para o dia 11 de março 2020.

Auditoria em andamento e outros informes

Informes sobre tetos orçamentários e o plano de recuperação de contas da ADUFC também foram destacados na assembleia geral. Foi feita a previsão de acumular R$ 100 mil em reservas até dezembro deste ano. Mas, devido aos ajustes e estabelecimento de controles e processos de ordenação de gastos, as reservas atuais, em aplicações, ultrapassaram a meta e atingiram a ordem de R$ 137.919,34, com saldo adicional disponível em conta de R$ 185.736,43 (até a data de ontem).

A diretoria informou ainda algumas aprovações no Conselho de Representantes, a exemplo dos tetos orçamentários mensais para as despesas fixas e contratos, folha de pagamento e impostos e administrativo; e dotação orçamentária para o funcionamento dos GTs que podem ter autonomia nas proposições e ações – nove GTs já estão em funcionamento e foram apresentados durante a assembleia. Um último informe diz respeito ao relatório preliminar da auditoria nas contas da ADUFC, que ainda não apresentou à categoria devido à inexistência de um livro contábil referente ao período de janeiro a junho de 2016. Os documentos ausentes estão sendo cobrados pela atual diretoria, que está acompanhando o trabalho do escritório independente e deve apresentar o relatório completo já na próxima assembleia. Releia matéria completa no Inform’Ativo de outubro da ADUFC.

Também foi aprovada a definição de um calendário de debates sobre organização sindical, discutindo a apresentação de refiliação ao Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN). Até o fim de maio e o início de junho de 2020, os debates nas unidades acadêmicas devem ser finalizados para construir a condição para a decisão sobre a estrutura sindical frente ao ANDES-SN. Paralelamente, a assembleia também referendou a participação no 39º Congresso do ANDES-SN, com delegação de até 12 docentes, sendo seis da diretoria e outros seis da base; participação nas reuniões dos GTs quando estes requisitarem à diretoria e reunião no setor das IFES sempre que convidados pela direção nacional do ANDES.

(*) Assista à Assembleia Geral Ordinária completa no canal da ADUFC no youtube.