loading...
Sponser
0 4

Nr. 10 • 13 de outubro de 2017

Nr. 10 • 13 de outubro de 2017
Informativo ADUFC-Sindicato

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará – ADUFC-Sindicato | Ano 1 • Nr. 10 • 13 de outubro de 2017

VITÓRIA: ADUFC-SINDICATO FECHA ACORDO E REDUZ REAJUSTE DA UNIMED DE 17,5% PARA 10%

Informativo ADUFC-Sindicato

O presidente da Adufc-Sindicato, professor Enio Pontes, conduziu na manhã desta terça-feira (10), Assembleia Extraordinária, na sede do Sindicato, com a finalidade de apreciar e aprovar as negociações feitas entre o Sindicato e a Unimed-Fortaleza para a definição do reajuste a ser aplicado, em 2017, aos planos de saúde dos professores sindicalizados.

Após quase três meses de reuniões com executivos da Unimed-Fortaleza, o índice ficou em 10%, considerado “muito bom” pelos professores que, em 2016, experimentaram um reajuste de 17,5%. A professora Neile Torres, que participou intensamente das negociações disse que as negociações tiveram um “retardo”, mas que talvez isso poderia ser resolvido se as reuniões tivessem começado mais cedo.

“Nós começamos a negociar em agosto, nós pedimos muitos dados, a respeito das despesas, o quanto aumentou, a respeito das tabelas, foram várias reuniões”, explicou.

Em agosto a Unimed-Fortaleza apresentou à diretoria da Adufc-Sindicato proposta de 19% de reajuste para os contratos, conforme o índice autorizado pela Agência Nacional de Saúde (ANS), órgão que regula e fiscaliza a atividade dos planos de saúde no país. De acordo com o presidente do Sindicato, professor Enio Pontes, a proposta foi “de pronto rejeitada” pela diretoria que nomeou uma comissão para negociar diretamente com a Unimed-Fortaleza.

A comissão designada pela Adufc-Sindicato foi composta pelos professores Neile Torres (Faculdade de Medicina), Sérgio Cardoso (Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade – Feaac), Maria Gorete Ribeiro (Medicina Clínica), Giovani Barroso (Departamento de Física), Gregório Pacelli Bessa (Departamento de Matemática) e Lígia Fidelis (aposentada departamento de Ciências Agrárias).

O professor Sérgio Cardoso, integrante da comissão que analisou a proposta da Unimed-Fortaleza, fez uma apresentação técnica acerca das negociações e destacou a forma “transparente” pela qual as conversas com a empresa se conduziram. “Todos os anos a gente pede todas as informações, eles sempre são muito solícitos e a discussão é sempre muito aberta”.

Todavia, o professor Sérgio Cardoso afirmou que a “discussão é sempre complicada”. Segundo ele é difícil tentar estimar quanto serão os reajustes das despesas do ano seguinte. Ele utilizou alguns gráficos para explicar as variáveis que são levadas em conta na negociação e a dificuldade de chegar a um número satisfatório. “As despesas médicas correm ao lado da evolução dos preços, apesar da inflação baixa”, explicou.

Para o professor Sérgio Cardoso a variável mais importante é a comparação entre a receita e as despesas. Ele explicou que a “sinistralidade” é a parcela que mais pesa no cálculo do reajuste. “A sinistralidade e o percentual da receita da Unimed que é utilizada para pagar as despesas assistenciais. De cada 100 Reais que a Unimed recebe, ela só pode gastar até 70 Reais para pagar despesas assistenciais”.

Ao finalizar, o professor Sérgio Cardoso mostrou a evolução dos reajustes praticados pela Unimed-Fortaleza de 2013 a 2016 e destacou algumas peculiaridades, como o reajuste de 2015, que ficou em 5%, em razão da diminuição da sinistralidade daquele período. Entretanto, no ano seguinte, o reajuste disparou, chegando a 17,5%.

 

Evolução dos reajustes
2013 13,5%
2014 12,%
2015 5%
2016 17,5%
2017 10%

Reitor recebe diretoria da Adufc

O presidente da Adufc-Sindicato, professor Enio Pontes, juntamente com a vice-presidente, professora Helena Serra Azul, foram recebidos pelo Reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), professor Henry Holanda Campos, nesta quarta-feira (11), na Reitoria da Universidade. Os diretores foram comunicar ao Reitor o fechamento do acordo com a Unimed-Fortaleza, que garantiu o reajuste de 10% para os contratos dos planos de saúde dos professores sindicalizados.

O presidente do Sindicato informou também ao Reitor que os professores que sindicalizarem-se e aderirem ao plano de saúde Unimed-Fortaleza, durante o mês de outubro, obterão carência zero para consultas e exames.

O Reitor Henry Campos enfatizou a importância da negociação do Sindicato que garantiu um percentual de reajuste “quase 50% menor do que o do ano passado”. Para o Reitor “o ganho é muito bom, principalmente para os professores novos”.

Informativo ADUFC-Sindicato

Fortaleza Soup promove financiamento de
projeto social em Fortaleza

A Adufc-Sindicato recebeu na noite desta terça-feira (10) o evento Fortaleza Soup, uma iniciativa que promove o microfinanciamento de projetos com capacidade de transformação social

Informativo ADUFC-Sindicato

Soup é o nome do evento colaborativo que surgiu nos Estados Unidos em 2010 e desde então já aconteceu ao redor de 5 continentes e 180 cidades. No Brasil, a primeira edição foi realizada nesta terça (10) em Fortaleza, na sede da Adufc-Sindicato. Cerca de 300 pessoas compareceram ao evento, que tem como finalidade o incentivo ao espaço de debate democrático para geração de patrocínio comunitário a boas ideias e projetos sociais.

Funciona assim: é realizado um jantar colaborativo, com atrações artísticas e culturais, onde cada visitante paga ingresso para entrar e tem o direito de votar na ideia que mais lhe agradar – entre 5 propostas, que são escolhidas após processo de seleção entre as inscritas. A ideia vencedora ganha 100% do valor arrecadado com os ingressos para financiar seu projeto.

Em maio o presidente da Adufc-Sindicato, professor Enio Pontes, recebeu a comissão organizadora do evento, que procurou o Sindicato com a finalidade de realizar o Fortaleza Soup, em parceria com a Adufc-Sindicato. Ao perceber o potencial do evento, o professor Enio Pontes não apenas cedeu a estrutura física, mas garantiu também a divulgação e o apoio institucional ao projeto. “É um evento internacional que tem o objetivo de incentivar o empreendedorismo criativo e nós não poderíamos deixar de apoiar”, ponderou.

A diretora de Assuntos Científicos e Culturais, professora Lucicléia Barros, esteve presente no evento, onde parabenizou todos os projetos inscritos e destacou o interesse da Adufc-Sindicato em estimular acontecimentos de cunho social. ”Esse tipo de iniciativa é uma oportunidade de fortalecer as ações dentro da cidade. As vezes cobramos tanto dos outros, mas também temos nosso papel na sociedade. É um prazer para nossa entidade fazer parte desse evento, vamos sempre apoiar projetos sociais”, disse a professora recepcionando os participantes.

Informativo ADUFC-Sindicato Informativo ADUFC-Sindicato

Os cinco representantes dos projetos finalistas discorreram sobre suas ideias durante a noite, alternando com apresentações de malabares com Jujuh Jardim, da Kombi do Bem e da banda Juruviara e os Cabra, além do jantar especial.

A ideia vencedora da primeira edição do Fortaleza Soup foi a do Projeto Cucui: um espaço de apoio à maternidade. Abaixo, confira as cinco ideais finalistas e suas descrições:

Ideia 01

Projeto de Vida: atua com direitos humanos e orientação profissional para crianças e adolescentes no bairro Serviluz.

Ideia 02

Projeto Ecobase: uma instalação de containers próximo a áreas verdes que visa aglutinar as iniciativas ambientais de Fortaleza, com iniciativas de permacultura e debates sobre projetos que possam ser submetidos a editais e vir a transformar o meio ambiente da cidade.

Ideia 03

Projeto Unicorn App: um aplicativo online de engajamento social, que tem como objetivo conectar quem precisa de ajuda e quem quer ajudar. A plataforma conta com sistema um de recompensa, onde a iniciativa privada poderá realizar doações de experiências e prêmios para incentivar ainda mais os engajamentos sociais.

Ideia 04

Projeto de Compostagem e Hortas Suspensas nas ruas do Serviluz: tem a responsabilidade socioambiental com a comunidade local, onde visa o desenvolvimento sustentável e sensibilizar os moradores através da educação ambiental e oficinas de Compostagem e Hortas Suspensas. Estimular uma alimentação mais saudável, melhorar a aparências das ruas e abrir portas para o microempreendedorismo local também são objetivos do projeto.

Ideia 05 (vencedora)*

Projeto Cucui: um espaço de apoio à maternidade, que pretende levar o debate da humanização do parto para mulheres gestantes e familiares do bairro Barroso. Promover rodas de conversa com gestantes, formação de novas doulas e atualização profissional dos trabalhadores da área da saúde que atuam no bairro são meios de ação do projeto.

*A palavra “doula” vem do grego “mulher que serve”. Nos dias de hoje, aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional a outras mulheres antes, durante e após o parto.

Informativo ADUFC-Sindicato

Informativo ADUFC-Sindicato

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará
Av. da Universidade, 2346, Benfica – 60.020-180 • Fortaleza/CE
Telefone: (85) 3066.1818 • E-mail: secretaria@adufc.org.br

Coordenação: César Espíndola • Jornalistas (Assessoras de Comunicação): Bárbara Magalhães e Larissa Cavalcante • Diagramação: Renê Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *