loading...
Sponser

Debate sobre o movimento sindical e o cenário educacional marca palestra na Adufc-Sindicato

Debate sobre o movimento sindical e o cenário educacional marca palestra na Adufc-Sindicato

Na noite desta quinta-feira (24), a convite da Adufc-Sindicato, a secretária-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e vice-presidente da Internacional da Educação para América Latina (IEAL), professora Fátima Silva, esteve em Fortaleza, na sede da entidade, promovendo palestra com o tema ”Movimento Sindical e o cenário educacional no Brasil e na América Latina.”

A palestrante tem viajado a América Latina realizando debates sobre educação e política, como representante da IEAL, e fez um parâmetro do que está acontecendo atualmente em países do continente, como Chile, Bolívia, Argentina, entre outros.

Ela relembrou o período de ditaduras que o continente, como um todo, vivenciou e a resistência dos povos desses países diante de governos neoliberais, privatistas e ligados ao capital internacional.

E chegando a um momento mais recente, a professora contextualizou, ”tivemos, nos últimos 15 anos, governos no campo democrático popular. De 18 países (da América Latina), 10 tiveram governos nessa linha, ligados a lutas populares e em combate a ditaduras. Esses governos também se comunicaram entre si e existiu uma linha de coalizão, mas também com muitas contradições dentro de cada governo.”

Falando do Brasil, Fátima fez uma análise dos últimos anos na esfera política, discorrendo sobre o cenário educacional atual e o papel dos sindicatos diante dos desmontes e falta de recursos para a educação.

A secretária-geral do CNTE acredita que o momento é de resistência e usou a criação do Fórum Nacional Popular de Educação como exemplo (FNPE). Para ela, após o Ministério da Educação (MEC) ter destituído o Fórum Nacional de Educação, as 41 entidades agora vinculadas ao FNPE deram uma grande resposta ao governo federal: os sindicatos e movimentos sociais não vão parar e não devem aceitar retrocessos.

A professora e militante encerrou a palestra agradecendo a Adufc-Sindicato pela oportunidade do debate e também aproveitou para enfatizar a importância de defender os direitos sociais e trabalhistas. ”Que a vida e a luta nos permitam encontrar novamente”, finalizou.

Estiveram presentes o presidente do Sindicato, professor Enio Pontes; a secretária-geral, professora Yacy Mendonça; a diretora de atividades científicas e culturais, professora Lucicléia Barros; a diretora de assuntos de aposentados, professora Mirtes Amorim e a 1º suplente, professora Fátima Araripe.

Currículo da palestrante

A professora Fátima Silva é pedagoga formada pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), atuou como professora em Coronel Sapucaia, cidade do interior de Mato Grosso do Sul próxima à fronteira com o Paraguai, onde ingressou no movimento de luta pela educação, sua história de vida pessoal se confunde com o envolvimento nas causas sociais.

Foi presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), atualmente é secretaria geral da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e vice- presidenta da IEAL (Internacional da Educação para América Latina). Fátima está sempre presente nas ações e atividades da FETEMS, contribuindo diretamente com a luta dos trabalhadores e trabalhadoras em educação de Mato Grosso do Sul.