loading...
Sponser

CONAE 2018 tem lançamento na sede da ADUFC-Sindicato com palestra sobre a Reforma do Ensino Médio

CONAE 2018 tem lançamento na sede da ADUFC-Sindicato  com palestra sobre a Reforma do Ensino Médio

Na manhã desta segunda-feira (3), no auditório da ADUFC-Sindicato, foi lançado o CONAE 2018 e o 1º Ciclo Temático: ”Quanto Vale sua Educação?” com palestra sobre Reforma do Ensino Médio, proferida pelo Secretário de Assuntos Educacionais da Confederação Nacional dos Trabalhadores (CNTE) e Coordenador do Fórum Nacional de Educação (FNE), Prof. Heleno Araújo, e pelo Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo, Prof. Idevaldo Bodião. Também compuseram a mesa dos trabalhos, o Secretário-Geral da ADUFC-Sindicato, Prof. Enio Pontes, e a Coordenadora do Fórum Estadual de Educação do Ceará (FEE), Profª. Rita de Cássia.

O tema central da palestra foi a Medida Provisória nº 746/2016, apresentada no dia 22 de setembro pelo Governo Federal, que propõe mudanças no Ensino Médio, e, se aprovada, afetará conteúdo e formato das aulas, a elaboração de vestibulares e a realização do ENEM.

O Prof. Heleno Araújo iniciou o encontro afirmando que a Medida Provisória (MP) sobre o Ensino Médio é um retrocesso para a sociedade brasileira, pois ”a reforma do MEC tem um objetivo central: reduzir a aprendizagem dos estudantes aos ditames do mercado e fomentar a privatização das escolas e a terceirização de seus profissionais.”

A justificativa do Governo Federal para a implantação da MP é de que a nota do Ensino Médio está baixa e é necessário haver uma mudança com a realização do monitoramento do aprendizado. Segundo o Coordenador do FNE, já existe uma legislação vigente que atende às necessidades do ensino escolar no Brasil, mas não é colocada em prática. ”Ao invés de propor uma nova reforma, deveriam executar o que está na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. O País seria outro”, completa.

O Prof. Heleno Araújo explicou que uma das intenções da MP é reduzir o conhecimento obrigatório dos estudantes do ensino médio público à língua portuguesa e à matemática, únicas disciplinas a serem ministradas obrigatoriamente nos três anos do Ensino Médio, a fim de melhorar as notas nos testes padronizados (nacionais e internacionais).

Questionando a ação inesperada do Governo Federal, o Prof. Idevaldo Bodião falou sobre a falta de debate com setores da educação para a mudança no Ensino Médio e enfatizou que ”a implantação de políticas públicas deve ocorrer sempre de modo gradual e transparente. ”

Se aprovada, a MP permitirá também que profissionais sem diploma específico de professor, porém, com notório saber reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino, possam dar aulas de conteúdos afins à sua formação. Para o Prof. Bodião, a medida é um erro, pois desvaloriza o ensino superior profissionalizante.

A programação de lançamento do CONAE 2018 e do 1º Ciclo Temático: Quanto Vale sua Educação?” terá continuidade nesta terça-feira, 4 de outubro, das 14h às 17h, no auditório da ADUFC-Sindicato, por meio da mesa redonda “Financiamento da Educação no Cenário Atual.”

Confira a programação completa do dia 4 de outubro: http://migre.me/v8GEy

Assista a palestra na íntegra: http://migre.me/v8Gaz

heleno-boletim-informativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *